Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Bem-vindos aos Blogs do Ticas, este vosso novo amigo na Blogosfera

Bem-vindos aos meus Blogs e aos do Quico e do Ventor!

O Ticas
Caminhando com o Ticas, caminham sempre com o Quico e com o Ventor
Os Trilhos da Memória, Pelos Blogs do Quico e do Ventor
E agora com os Blogs do Ticas, continuamos todos a caminhar juntinhos
O Ticas nos Trilhos do Ventor: observo o Ventor por todos

O Fotoblog do Pilantras:recordarei sempre o Quico e os seus amigos

Pilantras - o Ticas: recordarei sempre o Quico

Venham connosco. A Grande Caminhada nunca acaba!

Em Redor dos Picos da Europa

Em Redor dos Picos da Europa

Foi uma caminhada de sonhos



Há milhares de Anos na Índia

por Pilantras, em 22.05.13

Todos nós, até eu, olhando o mapa-múndi, topamos logo com aquela figura de mapa, na prática, de um cone invertido que sai do sul do continente asiático e parece querer mergulhar pelo Oceano Indico dentro.

Também, todos nós, até gatos que tenham acesso aos grandes meios de comunicação, sabem algo sobre esse sub-continente mágico, o sub-continente indiano.

Já todos ouvimos falar desse grande planalto indiano a que os homens chamaram o Planalto do Decão. Também já ouvimos falar dos Ghats: os ghats ocidentais e os gatos orientais, cordilheiras que o Oceano Índico construiu, talvez, naquele toma lá dá cá, da estalada, eterna, entre o mar e a terra.

 

 

Música da Guerra dos Tronos (Games of Thrones)

 

Olhando todos esses vales por onde correm grandes rios como o Ganges (o Grande rio Sagrado) e o rio que passa em Nova Dehli, o rio Yamunda que passa junto àquele sítio a que alguém (um amigo meu), deu o nome de "Amor de Pedra Feito", em Agra e desagua, lá para baixo, no rio Ganges.

Quase todos os rios que descem dos Himalaias como o Ganges e os que nascem no Planalto do Decão, descem rumo à costa oriental e desaguam no Golfo de Bengala.

 

Mas a Índia, como dizia um dos meus amigos que utiliza o pseudónimo de Massarico e que já fez umas caminhadas pela Índia, é um mundo de muitos fenómenos religiosos, sociais e culturais.

Aliás, disse-me o Ventor que os indianos têm sido uma convulsão de castas pelos séculos fora, pelos milénios.

 

Como podemos avaliar por tudo do que sabemos, toda aquela região que hoje integra a Índia e o Paquistão, foi antes da chegada dos europeus, uma região formadora de reinos e de impérios. Por ali se digladiaram forças de campos opostos e, até, talvez, segundo rezam os investigadores de velhas civilizações, se calhar, por ali se travou uma das maiores, talvez a maior batalha da humanidade.

Poderia fazer parte dessa série da Guerra dos Sete Reinos ou Guerra dos Tronos que anda aí pelas TV's.

 

Muitos de vós, como eu e o Ventor, nunca terão ouvido falar da Batalha de Kurukshetra. Pois terá sido mais que uma batalha. Terá sido uma guerra. Uma guerra onde se deu uma batalha que durou 18 dias.

 

 
Manuscrito ilustrado da Batalha de Kurukshetra
 
Antes de continuar deixo-vos aqui a informação de que o local dessa batalha, fica perto de Nova Deli, lá para o norte da Índia. O texto que descreve esta batalha foi escrito por um dos dois maiores épicos clássicos da Índia - o Mahabarata. 
Terá sido uma luta entre dois clãs irmãos pelo trono de Hastinapura, hoje uma estação arqueológica, a Nordeste de Nova Deli.
Os Hauravas e os Pandava conseguiram arrastar reinos que se digladiaram pelos clãs rivais.
 
O Mahabarata, conta-nos que esta batalha durou 18 dias e que se enfrentaram grandes exércitos de toda a Índia. A batalha, como podemos imaginar não se deu num ano certo de um qualquer calendário mas, os indianos que se dedicaram aos seus estudos, acreditam que ele se terá dado entre 3.100 A.C. e 800 A. D. Enfrentaram-se 1.530.900 homens do lado dos Pandava e 2.405.700 homens do lado dos Kauravas. No final da batalha não foi difícil contar os sobreviventes. Ao todo 8 Pandavas e 4 Kauravas.
 
Esta batalha que durou 18 dias, ocupa metade do livro de 74.000 versos, apesar de a outra metade descrever séculos de história. 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:46

Taj Mahal

Taj Mahal, na cidade de Agra, India



O Bisonte de Altamira

O Ventor disse-me que já conversou com os velhos amigos da Gruta de Altamira. Disse-me também, tal como já tinha dito ao Quico, e tal como ele disse no seu post, em Glória a la Vida, que o gelo aterrorizava. Como o Quico terá sido feliz aqui, a penetrar a Net, e a ouvir as histórias do Ventor! Será que era tão feliz como eu? Só o Senhor da Esfera saberá.


Playlist de vídeos de Músicas que me contam histórias, no Portal Quico97


As minhas Músicas no Youtube

Este é o vexilóide de um império que apareceu para os lados da India logo à passagem de Alexandre Magno pelas margens do rio Indo. Este império iniciou-se em 322 A.C. e durou até 185 A.C., cerca de 137 anos.
O Império Máuria foi iniciado por Chandragupta Máuria, que conquistou o reino de Maghada e depôs a dinastia Nanda. O império Máudia expandiu-se por toda a India, desde os Himalaias, até à Persia, com Paquistão e Afeganistão, tendo conquistado vastos territórios a Seleuco, um dos generais de Alexandre.
Dos 9 imperadores do Império Máuria, foi o imperador Ashoka Vardhana que favoreceu o Budismo, se tornou budista e tornou-se já então, grande defensor dos direitos dos animais.
Vale a pena os gatos reflectirem sobre este imperador Ashoka, unificador da India, onde ainda hoje há animais que são sagrados.

Ticas - o gato Pilantras

Links dos nossos Blogs

Os Blogs do vosso amigo Pilantras
Pilantras - o Ticas - O Ventor, chamou-me, na minha caderneta, Quico Pilantras, mas no dia a dia, quando manda vir comigo, se faço uma coisa mal feita, chama-me Pilantras e se está bem disposto, chama-me Ticas!Aqui, tentarei falar-vos de tudo, um pouco.
Pilantras, nos Trilhos do Ventor - Aqui, vou tentar acompanhar o que o Ventor vai fazendo durante o decorrer da sua (nossa) vida. Não pensem que vai ser fácil!
Pilantras, nos Trilhos do Quico - Neste blog, irei, aos poucos, tentar acompanhar os meandros em que o Quico se metia. Darei continuidade à sua Grande Caminhada e, através dela, tentarei falar de males da História, que sempre apoquentarem o mundo.
O Fotoblog do Pilantras - Por este Blog, farei, com o tempo, passar fotos de flores, de animais e mais motivos, que me pareçam de inteesse, para mim e para o Ventor. E, claro, esperarei que também vão agradando a alguns dos nossos amigos.
**********************************************
Os Blogs do velho Quico
A Arrelia do Quico - O blog que o Quico dedicou aos seus amigos e denuncou o mundo todas as suas arrelias, originadas neles.
Os Amigos do Quico - Este é o blog que o Quico dedicou, especialmente, aos seus amigos. Aqueles que ele chamou "os filhos do Sol".
Fotoblog do Quico - neste blog o Quico colocava as fotos dos seus amigos que o Ventor trazia para casa.
Ventor em África - Por qui, o Quico colocou muitas das histórias que o Ventor lhe contava das suas caminhadas africanas. Vivendo as Memórias foi o que o Ventor fez com o Quico, recordando vinte e seis meses pelo Continente Negro.
O Ventor no Passado - Foi a caminhada de todas as caminhadas. Dizia o Quico para o Ventor: "se tu caminhavas tanto, se perdes tantas horas de dia e de noite, com geografias e histórias que os humanos levaram à morte de milhões daqueles que constituem a sua própria espécie, só nos os dois, para nós e para o mundo, vamos com toda a calma, chamar-lhe a Grande Caminhada.
**********************************************
Os Blogs do Ventor
Adrão e o Ventor - Adrão é o berço do Ventor. Foi lá que ele nasceu e viveu os primeiros 15 anos da sua vida. É o blog onde o Ventor fala de si e da sua gente e dos seus lugares de sonhos.
Os Trilhos da Memória - Sempre que o Ventor ia fazer uma caminhada, quando chegava, sentava-se escrevia e falava de tudo ao Quico.
Flores da Vida - As flores que têm acompanhado o Ventor nos últimos anos. O Ventor chamou-lhes, inicialmente, Flores de Inverno porque era Inverno quando o Ventor recomeçou a admirar as flores.
Planeta Azul - Este é o Blog que o Ventor dedica aos temas do nosso Planeta Azul. Uma beleza na nossa Esfera.
Páginas Brancas - Um blog que o Ventor dedicou à classe dos sujos - os políticos!
Rádio Ventor - Este é o blog que o Ventor dedica às músicas para a sua Rádio. O Ventor e o Quico gostavam de música, mas a mim, entra-me por um ouvido e sai-me pelo outro!
Montanhas Lindas - Um dia o Ventor caminhou pelas suas montanhas e chegou à conclusão que, por tudo que já tinha visto, as suas montanhas já eram as mais lindas de todas.
Fotoblog do Ventor - É um espaço onde o Ventor achou por bem, colocar algumas das suas belezas.
Fotoblog de Flores - Neste espaço, o Ventor disse que iria colocando e falando de flores que encontrasse pelas suas caminhadas.

Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930


  Pesquisar no Blog